quinta-feira, 6 de março de 2008

Vestiram a arte> Puritanismo barato


Fanático por charges, me indignei acerca da falta de vergonha que o fotolog.com, descaradamente, aplicou uma censura contra os desenhos do artista Tulio Carapiá, postados neste site. Segundo eles, tratavam de imagens de conteúdo erótico, que deviam ser tirados do ar.

Em entrevista ao Caderno Dez, do Jornal A Tarde ele manifesta sua indignação:


"Eu não recebi nenhum comunicado. No outro dia estava fora do ar", conta Túlio. "Eu acho que foi por causa desse desenho, na verdade tenho certeza. Eles tiram do ar sem avisar, apagam tudo e pronto. E o desenho nao precisa ser pornográfico. Achei o meu bem tranquilo", completa.


Esta não é a primeira vez que eles armam este ataque contra artes "pornográficas". Vítimas, como Nei Lima, Geraldo Roberto, dentre outros, foram alvos de uma censura cara- de- pau.


"Antigamente eles eram mais maleáveis, muito mais maleáveis, na verdade. Mas agora estão vinculados ao google, ai... a coisa ficou meio estranha, eles cortam fora mesmo", reclama Túlio.


Aí fica o esclarecimento: até que ponto a liberdade em expressar sua arte e opiniões é garantida? A arte é "digna" de censura? Até que ponto posso escrever, até que assunto?

Enquanto escrevo, penso em um plano B, só por precaução, caso seja mais um perseguido pela "liberdade de expressão"; liberdade que é tirada como se tira um doce de uma criança.





Um comentário:

Danusa Maria disse...

É, eu li sobre essa censura no blog do Dez.

Só um ignorante proibiria a exibição, via web, dessas imagens.

É analfabetismo funcional e cultural, tudo isso via www.