domingo, 22 de março de 2009

A doçura na música japonesa - Maaya Sakamoto


Pra quem diz que japonês é um indivíduo estranho e que suicídio é o hobbie preferido deles, e que todo anime (aqueles desenhos dos personagens "zoiudos") é pokémon, logo coisa do capeta; apresento a vocês Maaya Sakamoto, cantora de JMusic... simplemeste cativante. É conhecida no Japão e no mundo pelo seu trabalho como dubladora e cantora, e sua voz cativa àqueles que acompanham suas músicas.

Comentava com um amigo que ela é feliz (risos) e isso é perceptível em suas músicas. Não, não sei japonês, mas sei consultar as traduções disponiveis no site do Terra e percebo quão rica são seus versos. A música "Hemisphere" retrata o conflito de viver neste mundo e a importância de fazer algo por ele:

"Pessoas seguem em frente
Apenas para viver
Eu continuo indo, como se as informações incompletas são reescreitas
Parece que eu comecei a andar sozinho num lugar despovoado
Até que eu fique mais confiante, eu quero corresponder as minhas expectativas (...) Eu quero saber mais sobre mim mesmo..."

A música Midore no Hane se baseia na esperança de cultivar a paz diante a dor insuportável e crescente que causamos a este mundo.

"Seja aonde for que esteja o amor do sol
Nós vamos a uma perdoável caminhada
A tristeza e a noite podem ser rasgadas em duas
Porque eu cantarei uma canção que carregue força..."

Por fim, uma das minhas favoritas, chamada Chibikko Folk (Pequenas Pessoas) ... Inspirada em Kafka tras emoção na melodia e em sua letra. Totalmente reflexiva, para mim é uma revelação do talento de uma mulher que apenas canta e traz sentimentos em sua voz. Eis a seguir a tradução:

-Pequenas pessoas-

Fechando o livro que eu estava lendo e guardando o pão que eu estava mordiscando, eu abri a janela e percebi
que uma única pena caiu na borda da janela.
Ninguém sabe onde os sonhos das crianças desaparecem

Eu vou procurar por eles
Eu vou resgatá-los

Eu gentilmente pus uma manta nas noites de insônia das crianças
que vivem em terras em que um odeia ao outro
e cidades que se ferem uns ao outros.
Eu estou ficando acordada.
Eu estou bem aqui então não se preocupe
Eu estou vigiando você então não se preocupe
Eu estou ao seu lado então não se preocupe

Kafka disse uma vez "se o Mundo inteiro luta contra você..."
Se o Mundo inteiro já lutasse contra mim,
se o que já aconteceu
Eu acho que eu me aliaria com o mundo do meu inimigo

Eu acho que eu jogaria fora tudo e lutaria
Eu acho que eu jogaria fora minhas armas e lutaria
Eu acho que eu jogaria fora tudo e lutaria
Eu acho que eu jogaria fora minhas armas e lutaria


ouça a música Chibikko Folk:



4 comentários:

Afobório. disse...

olá.

acho bacana o seu envolvimento com a música, você é músico?

sorte e luz.

Alexandre Alves disse...

bom, apenas na questão de ouvinte. gosto do diferente. a musica japonesa me ensinou muito a inovar os gostos.
Abraços.

Clédson Miranda disse...

AFOBÓRIO, O XANDDY TAMBÉM APRENDEU A GOSTAR DA KATIE (MELUA).

Annanda Galvão disse...

adorei, a musica e o texto!=)